EDUCAÇÃO DE JOVENS E ADULTOS


Olá, Bem vindos à Jornada Pedagógica 2020!

Jovens, Adultos e Idosos diversos, educação e direitos humanos – um diálogo necessário para garantia do direito à educação.

“Aos que estão cansados de lutar pela democracia, um aviso: a luta é permanente e nunca termina. Seus netos ainda estarão lutando pelos mesmos princípios que vocês.

Tomem fôlego e acendam seus corações”
(autor desconhecido)

A base legal e a concepção da Educação de Jovens e Adultos

A LDB, na seção V – Da Educação de Jovens e Adultos estabelece:

Art. 37. A educação de jovens e adultos será destinada àqueles que não tiveram acesso ou continuidade de estudos no ensino fundamental e médio na idade própria.

  • 1º Os sistemas de ensino assegurarão gratuitamente aos jovens e aos adultos, que não puderam efetuar os estudos na idade regular, oportunidades educacionais apropriadas, consideradas as características do alunado, seus interesses, condições de vida e de trabalho, mediante cursos e exames

Os conceitos de “idade própria” e “idade regular” vêm sendo desconstruídos, passando-se a ter como referência o conceito de “educação ao longo da vida”, ou “aprendizagem ao longo da vida”, trazidos no Parecer CNE/CEB Nº 3 de 15 de junho de 2010 no parágrafo 2º. Além disso, esse Parecer traz outro conceito ao contemplar a diversidade de sujeitos aprendizes.

A Educação de Jovens, Adultos e Idosos (EJA) é uma modalidade da Educação Básica reconhecida como direito público subjetivo. É caracterizada como uma proposta pedagógica flexível, com finalidades e funções específicas, levando em consideração os conhecimentos das experiências de vida dos jovens, adultos e idosos, ligadas às vivências cotidianas individuais e coletivas, bem como ao trabalho.